Metacozinha

A Metacozinha é o resultado de ideias e desejos que surgiram coletivamente: um espaço de descanso, um lugar de encontro, um suporte de objetos, um display para revistas, uma estrutura flexível, um objeto que se revela e se oculta. O espaço foi desenvolvido durante o projeto Metacoletivo, em 2015, juntamente com os grupos em residência e os convidados Vitor Cesar e Carol Tonetti.

O artista e a arquiteta desempenharam o papel de coreógrafos nessa ação, se incumbindo de traduzir todas essas ideias e possibilidades em uma proposta concreta: um mobiliário pensado para a cozinha, mas que possa ser levado para outros espaços da Casa do Povo; um móvel que tenha usos práticos, mas que também se transforme em uma parede de fundo; e principalmente, uma estrutura pensada para se relacionar com as pessoas que frequentam o espaço, com a qual os corpos possam interagir de diversas formas.

SENTAR
AGACHAR
ENCOSTAR
APOIAR
DEITAR
...e que tateie materiais e texturas diversas...
MADEIRA
AÇO
MÁRMORE
ALGODÃO

O espaço da Metacozinha é permanente. Nele, algumas ações acontecem como parte da programação e usos espontâneos são bem-vindos. 
 

PF na Metacozinha

PF [PRATO FEITO | PRETTY FAIR | PROPER FUEL] é um almoço à base de plantas integrais que propõe o corpo como campo de batalha de uma auto-revolução que começa pela boca a partir do equilíbrio econômico, nutricional e político do Prato Feito. 
O projeto é uma proposta da artista Kadija de Paula que teve início no Capacete (Rio de Janeiro) e que acontecerá este ano na Casa do Povo a partir de projetos políticos culinários.

Como primeira ação, a partir do dia 10 de março o PF será servido no espaço da Metacozinha às terças e sextas-feiras, das 12h às 14h. O preço do prato é definido a partir de um orçamento aberto compartilhado pela artista antes do almoço ser servido (entre R$10 a R$20).